Publicidade 1
Publicidade 1

Senar-MT oferece mais de 200 treinamentos em junho

Para o mês de junho o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) tem previstas mais de 400 ações educacionais que irão acontecer em pelo menos 100 dos 141 municípios mato-grossenses. Deste número, 281 são treinamentos com duração mínima de 40 horas que qualificam ou capacitam profissionais para trabalharem no setor agropecuário. "Multiplicado por 11, que é a média de participantes por turma, só neste mês de junho teremos mais de 3 mil pessoas qualificadas ou capacitadas para trabalharem no campo", destaca o presidente do Sistema Famato/Senar, Rui Prado.

Aprender fazer fazendo. Este é o lema do Senar-MT. O superintendente da instituição, Otávio Celidonio, acrescenta que ainda no mês de junho estão previstas mais de 40 ações dentro de programas especiais como Filhos no Campo, Academia de Liderança, Negócio Certo Rural, Inclusão Digital, Equoterapia, Mutirão Rural  e Cine Senar. "Ainda há programadas para este mês 35 oficinas que são treinamentos de quatro horas em que os participantes podem ter uma noção da atividade e do que a instituição oferece para qualifica-los", pontua Celidonio. Na programação deste mês constam ainda 22 palestras e 23 vitrines da carne.

Capacitação e qualificação são sempre uma preocupação para os produtores rurais. O presidente do Sindicato Rural de Araputanga, Luis Carlos de Oliveira, conta que também atende os municípios de Reserva do Cabaçal, Indiavaí, Figueirópolis e Jauru. "A demanda por mão de obra qualificada é grande e, consequentemente, há um aumento na solicitação por treinamentos. O Senar-MT é nosso principal parceiro quando o assunto é levar conhecimento, informação, qualificação e capacitação ao trabalhador rural", enfatiza Oliveira.

Aqueles que fazem os cursos ou treinamentos do Senar-MT sempre têm uma história de transformação para contar. Esta é a opinião do presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Mato Grosso (Fetagri-MT), Nilton José Macedo. "Histórias de transformação e mudança de vida têm de sobra para contar".

Os agricultores familiares José Correa da Silva e Rui Martins Pinheiro, que vivem no município de Alto da Boa Vista, a cerca de 900 quilômetros de Cuiabá, fizeram mais de 10 cursos do Senar-MT ao longo dos últimos 10 anos. Depois de qualificados, juntaram-se para investir na criação de peixe.

Além da piscicultura, Pinheiro conta que fez treinamentos de cooperativismo, agente de saúde animal, beneficiamento do leite e vários outros. Segundo ele, todos acrescentaram alguma coisa na "lida" do cotidiano e ajudaram a melhorar a qualidade de vida dele e de sua família. "Aprendi muita coisa que ajudou a melhorar a gestão da propriedade e diversificar a produção".

Ao todo Pinheiro e Silva têm três tanques de piscicultura, sendo um na propriedade de Pinheiro e dois, na de Silva. "Já estou vendendo alguns peixes. Ainda é pouco, mas logo vamos ter condições de ampliar as vendas e, com isso, melhorar a renda familiar e a qualidade de vida dos nossos familiares", acrescenta Silva.

Por Assessoria Gecom



Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!