Publicidade 1
Publicidade 1

NÚMERO DE CASOS SUSPEITOS DE MICROCEFALIA AUMENTA EM MATO GROSSO


O número de casos suspeitos de microcefalia notificados em Mato Grosso sofreu um aumento na última semana. De 68 casos suspeitos registrados até o dia 15 de dezembro, o número subiu para 72 registros, todos na regional sul do estado. O número de gestantes que apresentaram feto com alterações no perímetro cefálico também teve alterações, de quatro para seis registros.

Dos seis registros de gestantes que passaram por exames e os fetos apresentaram alteração no Sistema Nervoso Central, quatro são de Rondonópolis, uma de Cuiabá e uma de Peixoto de Azevedo, região norte do estado. Os casos ainda estão sob investigação tanto em relação à confirmação para microcefalia, quanto à causa da doença.

Em relação aos registros de nascidos vivos, o Centro de Informação Estratégica e Vigilância em Saúde (CIEVS) da Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que o número de casos aumentou em Rondonópolis, passando e 58 para 62. Em São José do Povo, que antes tinha apenas um caso, agora está com o segundo registro. Os demais casos estão espalhados em Alto Araguaia (1), Alto Garças (2), Itiquira (2), Jaciara (1), Pedra Preta (1) e Tesouro (1). Os novos dados já foram encaminhados para o Ministério da Saúde.

De acordo com a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SES, Flávia Guimarães, desde quando começaram a surgir as notificações dos casos de microcefalia no Brasil, a Secretaria de Estado de Saúde se mobilizou para compor um plano emergencial, tanto de combate ao mosquito Aedes aegypti quanto para o atendimento das crianças com microcefalia, assim como passou a orientar as equipes dos Escritórios Regionais sobre a busca ativa de casos de microcefalia.

"A microcefalia é uma doença de notificação compulsória, mas temos muitos casos que passaram despercebidos pelas unidades de saúde, por isso está sendo feita uma busca ativa em todos os municípios para identificarmos casos e assim podermos oferecer atendimento adequado para essas crianças", ressaltou.

Números
Entre 1º de janeiro e 05 de dezembro deste ano foram registrados 26.636 casos de dengue no estado, segundo o Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika emitido pela SES. Em comparação com 2014, quando foram notificados 11.192 casos no mesmo período, houve um aumento de 138,01%. De acordo com o último boletim, 84 cidades apresentaram alta incidência de dengue, com números superiores a 300 casos por 100 mil habitantes. No estado, a incidência registrada é de 826 casos por 100 mil habitantes. Sinop continua como o município com maior número de notificações, com 3.716 casos. Várzea Grande e Rondonópolis também registraram números expressivos, com 2168 e 1.987 casos, respectivamente. Na capital, 2.970 casos já foram notificados.

Seis mortes por dengue foram confirmados nos municípios de Cuiabá, Matupá, Sapezal, Sorriso, Rondonópolis e Juína. Quatro mortes ainda seguem em processo de investigação, aguardando o resultado do laboratório.

Quatro casos de chikungunya já foram confirmados no estado, sendo três importados e um autóctone. Foram cadastradas 574 solicitações de exames, destes 267 estão sob análise, aguardando resultado.

Zika
Ao todo, 1159 amostras biológicas foram encaminhadas ao MT Laboratório para diagnóstico diferencial. Destas, 673 se encontram sob análise, 218 exames não realizados ou descartados por ausência de critérios clínicos epidemiológicos ou por estarem fora do prazo de coleta ideal e 39 exames foram liberados, sendo nove positivos: dois de Rondonópolis, um de Tesouro, quatro de Cuiabá e dois de Várzea Grande.
Da Assessoria
Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!