Publicidade 1
Publicidade 1

Ex-secretário não pode ser componente da CPI. Declara oposição


Parlamentar justifica que ter dois ex-secretários na composição da CPI vai contra o bom senso e trabalhos de investigar a administração e gastos com alugueis.

O vereador Fernando Assunção (PSDB) assim como o parlamentar Claudio Santos (DEM) retiraram seus nomes da composição da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que deve investigar os contratos de locação de imóveis na gestão do atual prefeito de Sinop Juarez Alves da Costa (PMDB), solicitada pelo vereador Professor Wolgran (DEM) que foi aprovada e instaurada com oito assinaturas na casa de leis.

Na segunda-feira (30) durante a sessão ordinária da Câmara o Presidente Mauro Garcia (PMDB), apresentou os nomes que fariam parte da composição da Comissão Parlamentar de Inquérito Fernando Brandão (PSD), Ademir Bortoli (PROS) e Nevaldir Graf (Ticha) (PMDB) os dois últimos sendo ex-secretários da atual administração de Sinop e que tiveram direta ou indiretamente envolvimento na locação dos imóveis.

Desta forma tendo em mente a moral e a ética, visando que as CPIs de modo geral já não são bem vistas pelos cidadãos, os vereadores da oposição, questionaram na primeira reunião para a escolha dos membros que não seria de bom tom que dois ex-secretários que poderiam ser convocados pelas oitivas da comissão a prestar esclarecimentos sobre os contratos de alugueis participassem da composição.

De acordo com o Assunção todos os parlamentares tem legitimidade para participar da comissão, desde que não sejam impedidos, sejam pelo regimento interno, seja por normas constitucionais e processuais. Tanto Assunção, quanto o Claudio Santos contavam com o bom senso dos demais vereadores, o que não veio. Um deles chegou a sinalizar que retiraria seu nome, mais na reunião de desta quarta-feira (02) resolveu manter. Desta forma, não concordando com a situação, os parlamentares da oposição optaram por retirar seus nomes.

“Como um ex-secretário da atual administração, vai participar das investigações se ele pode ser convocado a prestar esclarecimentos, como ele vai se auto questionar, se auto investigar”, questionou Assunção ao demonstrar sua indignação com a situação. Vale lembrar que os vereadores de oposição vão continuar fazendo suas investigações de forma paralela à CPI, pois a sociedade Sinopense precisa de uma resposta sobre o assunto. O vereador afirma que respeita cada colega de parlamento, porem que também pede respeito ao livre arbítrio na decisão deste momento.

Por Dieny Vieira Assessora Geral.

Compartilhar no Google Plus
    Comentar com o Site
    Comentar com o Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Comentários são de responsabilidade se seus autores

Copyright © Roteiro Notícias - Guarantã do Norte e Região
Rua Natal, 550 – Jardim Vitória – Guarantã do Norte - MT
Email: celioroteiro2009@hotmail.com - Fone: (66) 9604 - 2681
Todo material deste site pode ser reproduzido ou editado desde que citada a fonte: Roteiro Notícias
WEBSITE DESENVOLVIDO POR:

Tenha um site!